Cidadania pede que Kajuru deixe o partido após divulgação de conversa com Bolsonaro

Por Informe News em 12/04/2021 às 19:09:02

A executiva nacional do partido Cidadania informou nesta segunda-feira (12) que fará um "convite formal" para que o senador Jorge Kajuru (GO) peça desfiliação da legenda. Caso isso não aconteça, dirigentes do partidos dizem que podem abrir processo de expulsão do parlamentar.

A decisão consta em uma nota assinada pelo presidente nacional do partido, Roberto Freire, e é motivada pela divulgação, pelo próprio senador Kajuru, do áudio de uma ligação entre ele e o presidente Jair Bolsonaro.

Na conversa (ouça no vídeo abaixo), os dois tratam de propostas para alterar os rumos da CPI da Covid – incluindo a investigação de governos estaduais e municipais nos trabalhos – e, em outra frente, avançar pedidos de impeachment contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja trechos da conversa entre Bolsonaro e Kajuru

Em nota escrita pela executiva, o Cidadania diz reafirmar a "defesa irrestrita do Estado Democrático, dos valores republicanos e da separação entre os Poderes, especialmente do papel da Suprema Corte como guardiã da Constituição".

"Esses valores são diametralmente opostos aos observados na conversa do senador Jorge Kajuru com o presidente Jair Bolsonaro, em que flagrantemente se discute e se comete um crime de responsabilidade. E, nesse sentido, o partido fará um convite formal, com todo o respeito pelo senador, para que ele procure outra legenda partidária", diz o texto da legenda.

Na nota, o partido não expressa posição favorável ou contrária à inclusão da conduta de governadores e prefeitos no escopo da CPI a ser instalada no Senado. No telefonema divulgado, Bolsonaro pede a Kajuru que atue para garantir que o governo federal não seja investigado sozinho pela comissão.

Segundo o partido, a União tem papel central no combate à pandemia e há "opiniões divergentes quanto à ampliação do escopo" da comissão, "uma vez que interessa ao presidente expiar suas culpas jogando-as no colo dos únicos que efetivamente agiram contra o avanço da Covid-19".

"É, no entanto, uma opinião a ser respeitada e debatida, uma vez que alguns chefes de Executivo praticaram atos alinhados com as omissões do presidente", diz o partido. O senador Alessandro Vieira (SE), que também é do Cidadania, protocolou no sábado um pedido de aditamento à CPI para incluir eventuais investigações sobre governadores e prefeitos no escopo da comissão.

Fonte: G1

Comunicar erro
DENGUE - TOPO

Coment√°rios