Psicóloga morre após ser atropelada por motociclista no Cidade Jardim

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A psicóloga Natalia Lima Parron, 32, morreu na madrugada deste domingo (03), após acidente registrado no bairro Cidade Jardim, durante a noite de sábado (02). Ela foi atropelada por um motociclista, de 34 anos.

Conforme informações policiais, a jovem foi atravessar a rua Eurides de Mattos Pedroso, quando foi atingida pelo motociclista que conduzia uma moto modelo CB300, cor preta, placas de Dourados.
Ela foi socorrida em estado grave pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital da Vida, ficou na UTI, mas não resistiu aos ferimentos.

O condutor da moto fez o teste do bafômetro que apontou 0,04 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.

A quantidade de álcool apontada pelo teste de bafômetro não é considerada crime de trânsito, conforme o Código de Trânsito Brasileiro, e sim infração. Neste caso, o motociclista é multado e perde pontos na habilitação.Ele foi ouvido e liberado.