Trad perde eleitores, que se dividem entre Rose, Puccinelli e Riedel

Novo Ibrape fez entrevistas com 2 mil eleitores entre os dia 29 de julho e 3 de agosto

Trad perde eleitores, que se dividem entre Rose, Puccinelli e Riedel

Pesquisa do Instituto Novo Ibrap manteve a mesma configuração do levantamento anterior, trazendo André Puccinelli (MDB) em primeiro lugar nas intenções de votos para Governador de Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PSD) em segundo, Eduardo Riedel (PSDB) na terceira posição e Rose Modesto (União) na quarta. Dos quatro, contudo, Trad foi o único que perdeu eleitores.

Pesquisa do Instituto Novo Ibrap manteve a mesma configuração do levantamento anterior, trazendo André Puccinelli (MDB) em primeiro lugar nas intenções de votos para Governador de Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PSD) em segundo, Eduardo Riedel (PSDB) na terceira posição e Rose Modesto (União) na quarta. Dos quatro, contudo, Trad foi o único que perdeu eleitores.


Pesquisa estimulada do Novo Ibrape divulgada nesta sexta-feira, dia 5. (Imagem: Novo Ibrape/Divulgação)

O eleitor sul-mato-grossense, porém, parece estar bem indeciso ainda. Na entrevista espontânea, quando o pesquisador não apresenta os nomes dos candidatos, 82,09% das pessoas abordadas declarou que ainda não sabe em quem vai votar.

Dentre os quatro primeiros candidatos que aparecem na nova pesquisa, Riedel é quem mais tem chance de conquistar novos votos. Ele é quem tem a menor rejeição (4%), enquanto Rose aparece com 4,5% e Marquinhos com 11,9%. Campeão disparado neste quesito é o ex-governador, André Puccinelli, cujo nome é rejeitado por 19,6% dos entrevistados.

Senado – Se as eleições fossem hoje, Tereza Cristina (PP) seria eleita senadora por Mato Grosso do Sul. Ela continua com larga vantagem em relação aos demais candidatos.

Odilon de Oliveira (PSD) ocupa a segunda posição, com 19,7% das intenções de voto, enquanto Luiz Henrique Mandetta (União) tem a simpatia de 9,8% do eleitorado, conforme a amostragem.

O Novo Ibrape entrevistou 2,1 mil pessoas com mais de 16 anos em 28 cidades sul-mato-grossenses. Conforme a pesquisa, registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob os números MS-02567/2022 e BR 00672/2022, a margem de erro é de 2% para mais ou para menos.