Usina de etanol de milho começa a operar dia 15 em Dourados

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Entrará em operação no próximo dia 11 de abril, em Dourados, a primeira indústria de etanol de milho de Mato Grosso do Sul. A empresa promete gerar mais de 600 vagas de emprego na região. O vice-presidente da Inpasa Agroindustrial, Rafael Ranzolin, recebeu a licença de operação que possibilita o início das atividades, na última quarta-feira, 30 de março.

Segundo o Imasul – Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, a licença ambiental é documento indispensável para a concessão de outros alvarás, como a autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A planta da Inpasa tem capacidade para produzir 400 milhões de litros de etanol por ano, além de 360 toneladas ao dia de DDGS, grãos proteicos usados na formulação de ração animal, e 37,5 mil litros de óleo vegetal por dia. A partir de julho, quando a segunda fase da empresa estiver em operação, a previsão é que o volume da produção dobre.

O valor total do investimento está previsto em R$ 2 bilhões, sendo R$ 100 milhões oriundos de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). Segundo a Inpasa,ao todo, mais de 600 vagas de emprego diretas serão gerados.Os investimentos da Inpasa Agroindustrial em Dourados também incluem uma usina termoelétrica para cogeração de 26,18 MW, posto de combustíveis e polo de serviços. A empresa tem duas unidades no Paraguai e outras duas em operação no Brasil.

Currículo

É morador do Mato Grossodo e quer garantir uma vaga de emprego na usina de etanol Inpasa? Envie o seu currículo informando o nome do cargo desejado no campo assunto do e-mail para [email protected]

MS ganhará outra usina

Além da Inpasa Agroindustrial, o Governo do Estado anunciou que em fevereiro foi entregue a Licença Prévia para a instalação de mais uma usina de etanol de milho em Mato Grosso do Sul.

A empresa Neomille terá instalações em Maracaju, e a usina será instalada às margens da rodovia MS-157, em uma área de 115 hectares e investimento estimado em R$ 1 bilhão, com geração de 150 empregos diretos e cerca de 500 indiretos.