Diretores da Anvisa relatam insegurança após terem recebido ameaças

Por Informe News em 02/11/2021 às 10:13:17

Adriano Machado/Reuters

Diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) têm relatado nos bastidores que sentem insegurança diante das ameaças recebidas na semana passada.

Na última sexta (29), a Anvisa revelou que os cinco integrantes da diretoria do órgão foram ameaçados por e-mail. As intimidações exigiam que o pedido de uso da vacina contra a Covid-19 em crianças, a ser feito pela Pfizer, não seja aprovado.

Fontes confirmaram à GloboNews que as autoridades já têm o nome e o CPF do autor das ameaças.

Segundo relatos, diretores da Anvisa estão insatisfeitos porque não houve contato por parte de nenhuma autoridade com a agência para dar retorno sobre as apurações.

Ainda conforme os relatos, um eventual sigilo para não atrapalhar as investigações não faz sentido porque o autor das ameaças assina o e-mail.

Até agora a única medida informada à Anvisa foi o fato de a Presidência ter encaminhado o caso para os ministérios da Justiça e da Saúde, um andamento formal.

Nos bastidores, diretores da Anvisa dizem que estranharam o fato de serem alvo de uma ameaça sobre vacina uma vez que os imunizantes são comprados pelo governo, não pela agência.

Anvisa recebe ameaças para vetar vacinas para crianças; 5 diretores foram intimidados

As ameaças

Os cinco integrantes da diretoria da Anvisa receberam um e-mail do mesmo remetente: um homem do Paraná. Esse homem ameaçou a vida dos diretores e também disse que irá retirar a criança da escola e optar pelo modelo de "homeschooling" caso a vacina seja obrigatória.

Os e-mails foram enviados na mesma semana em que a Pfizer anunciou que entrará com pedido de uso emergencial do imunizante para crianças no Brasil.

"Deixando bem claro para os responsáveis, de cima a baixo: quem ameaçar, quem atentar contra a segurança do meu filho: será morto", disse o homem no e-mail.

"Isso não é uma ameaça. É um estabelecimento. Estou lhes notando por escrito porque não quero reclamações depois", acrescentou.

Fonte: G1

Comunicar erro
DENGUE - TOPO

Comentários