SáBADO, 20 DE JANEIRO DE 2018 | |

Princesa Isabel, PB

Informe News no FacebookInforme News no TwitterInforme News no Google PlusFale conosco
Publicado em 21/12/2017 às 09:06:59

Distribuição gratuita de preservativos aumenta em 2017

590_5a383d2959dd66ab59b596f8f96df0a9069b8b86eaf43.jpeg

Como forma de prevenir a população contra a Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), o Ministério da Saúde distribuiu, até novembro deste ano, cerca de 465 milhões de preservativos, sendo 454,8 milhões de camisinhas masculinas e 9 milhões de femininas. Em todo o ano passado, foram distribuídos 395,3 milhões de preservativos.

O aumento é justificado pelo fato de a camisinha ser o método mais eficaz para se prevenir contra a Aids e outras doenças, como alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo.

De acordo com o Ministério da Saúde, o preservativo também deve ser usado por quem já se infectou com o HIV, isso porque ele previne contra a reinfecção pelo vírus causador da Aids, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.

O ministério distribui as camisinhas para todos os estados e capitais, de acordo com as demandas. Estes, por sua vez, fazem a redistribuição para as unidades de saúde, para os programas de planejamento familiar, programas de agentes comunitários de saúde, estratégia da família, organizações não governamentais, sistema prisional e outros projetos de intervenção continuada com populações-chave e prioritárias.

Para saber onde retirar os preservativos, basta ligar para o Disque Saúde (136). Não há cotas ou quantidade máxima por pessoa. Assim, cada um pode retirar a quantidade de preservativos masculinos ou femininos que julgar necessária.

Roupa Nova

No próximo Carnaval, as camisinhas masculinas distribuídas pelo Governo do Brasil devem ganhar uma embalagem nova.

Em julho deste ano, o Ministério da Saúde lançou um concurso para estudantes de design gráfico, desenho industrial, arquitetura e publicidade definirem a nova cara das camisinhas masculinas distribuídas gratuitamente pelo Ministério da Saúde.

Com a mudança, o ministério espera incentivar o uso do preservativo, principalmente entre os jovens. Dados da própria pasta mostram que, entre 2006 e 2015, a taxa de Aids entre aqueles com 15 e 19 anos mais que triplicou, passando de 2,4 para 6,9 casos a cada 100 mil habitantes.

O vencedor do concurso irá ganhar um pacote de viagem de três dias com um acompanhante para um dos sítios do patrimônio Histórico Cultural da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil.

Agência Brasil

Deputado

Deixe seu comentário